Sono reparador

 

Estudos recentes apontam que cerca de 40% dos indivíduos hipertensos sofrem também de apneia obstrutiva do sono, alertando para uma relação entre as doenças. A apneia atinge aproximadamente sete em cada 100 pessoas e a incidência é maior no sexo masculino.

Estima-se que 24% dos homens de meia-idade e 9% das mulheres são afetados pela apneia. A doença caracteriza-se pelo ronco que segue em um mesmo ritmo, vai ficando mais alto e, de repente, é interrompido por um período de silêncio. Neste momento, a pessoa fica totalmente sem respiração, mas logo o ronco volta ao ritmo inicial.

Quem sofre de apneia do sono apresenta mais variabilidade da pressão e o aumento está ligado à lesão dos órgãos-alvo, como coração, cérebro e rins. Além disso, uma noite bem dormida tem a ver com viver mais, de acordo com um estudo da Universidade de Warwick e da Universidade Federico II, na Itália. De acordo com os pesquisadores, quem dorme menos de seis horas ou mais de oito ao dia tem 12% a mais de chance de morrer. Com a qualidade do sono prejudicado, crescem os ricos de acidentes, por conta da sonolência, e de ataques cardíacos em função do estresse.

Aqui no Ambulatório Especial de Cardiologia, você é atendido sem precisar agendar consulta.
Basta comparecer ao Centro Médico Hospital Pilar de segunda a sexta-feira, das 8 às 12h e das 14 às 18h.

Centro Médico Hospital Pilar
Edifício Dr. João Iltaumyr Milano
Rua Emílio de Menezes, 833 – 2º andar
Bom Retiro – Curitiba – PR

Para sua comodidade, agende sua consulta: 41 3076-5505.